A saga da banheira vitoriana continua

Vocês se lembram da história da banheira vitoriana que contei aqui, né?!
Era uma vez uma banheira que achei no meio do pasto e mandei reformar num funileiro enquanto eu reformava o muro de fora, dos fundos, que mostrei aqui também.
Inusitado, impalpável… Aconteceu! Roubaram minha banheira vitoriana! Na verdade, roubaram o caminhão com tudo que tinha dentro, incluindo minha banheira.
Quem acompanha o instagram do blog (@deolhonacasa) viu meu drama.

A empresa de transporte pensou em me reembolsar com 300 reais pela banheira que meu pai tomou banho logo que nasceu ( ele nasceu na casa da fazenda e a banheira ficava no banheiro da casa, naquela época!). Não, né?! Não pagava nem o restauro, que custou 450 reais. Queria outra banheira igualzinha, reformada. Se não achassem, eles que comprassem outra pra reforma e levassem no mesmo funileiro. E assim foi feito. A segunda banheira foi comprada em Blumenau e reformada em Mococa.
Mas na hora de transportar… Disseram que minha banheira estava disponível igualzinha à outra, onde eles haviam retirado da primeira vez, mas que não tinham interesse em fazer o transporte pra mim! Fuéém!
Pelo menos havia banheira, né!

Então, tá, obrigada pela reposição.

Parei meu carro na frente da casa do funileiro, apertei a campainha e falei: Será que o senhor podia por a minha banheira aí no porta-malas, por favor?

O homem arregalou os olhos, nem respondeu. Chamou o filho e vieram os dois com a banheira. E puseram no carro! Simples assim. E eu vim pra casa com a bela e a Maria Joaquina na rodovia, 170km, nem tão simples assim.

Taí, a banheira no carro. Chegamos sãs e salvas a banheira, Maria Joaquina, eu e a perua.

Taí, a banheira no carro. Chegamos sãs e salvas a banheira, Maria Joaquina, eu e a perua.

 

Soubesse que caberia, nem tinha contratado transporte, nem tinha sido robada a banheira que era da minha família, mimimimimi.

Pesada como só ela, marido e eu fomos capazes apenas de retirá-la do carro. Também tinha graça ir trabalhar na segunda com ela! E pedi pro engenheiro que fez a reforma aqui de casa se ele podia mandar alguns ajudantes pra colocá-la no canto dela lá no quintal.

Assim foi feito. Todo mundo já estreou a dita, a água é uma delícia de quentinha ( do aquecimento solar da casa – olha a mão-de-obra!), fizemos sais de banho algumas vezes ( lembra?!)

 

ela, a banheira vitoriana reinando!

ela, a banheira vitoriana reinando!

 

a banheira em seu devido lugar.

a banheira em seu devido lugar.

pezinhos dourados da banheira!

pezinhos dourados da banheira!

pezinhos nem táo dourados da dona da banheira.

pezinhos nem táo dourados da dona da banheira.

 

E foi assim que, novamente, o impalpável aconteceu… Qual é a chance de você recuperar uma banheira roubada ( mesmo que não seja a mesma!) e ganhar outra?!?

 

Duas semanas depois da banheira no seu devido lugar, recebo uma ligação do meu engenheiro e amigo ( beijo, Ricardo Pimenta!) perguntando: Você quer outra banheira igual a sua?!

OI?!?

É que peguei uma casa pra reformar e tem um trambolho lá! Os rapazes que foram carregar a sua me falaram que era igualzinha à da doutora! Rs… Quer?! Mas não tá reformada…

Sério?! Você quer me dar?! Ou me vender?!

Eu quero é me livrar pra começar a obra!!!Se quiser, mando entregar na sua casa amanhã! De graça!

Uhhuuuuuuu!!!!

 

E foi assim que a nossa banheira vitoriana ganhou uma irmãzinha!!!

presentão quando cheguei em casa! A segunda banheira vitoriana.

presentão quando cheguei em casa! A segunda banheira vitoriana.

a segunda banheira: idêntica, né?!

a segunda banheira: idêntica, né?!

chegou sujinha a segunda banheira...

chegou sujinha a segunda banheira…

lavei... e mandei reformar num funileiro virando a esquina!

lavei… e mandei reformar num funileiro virando a esquina!

Resumo da ópera: por enquanto ainda temos uma só banheira vitoriana reinando no quintal porque a outra não voltou da reforma. E depois eu e marido vamos tomar banho de mãozinha dada! S2! Hahahahaha!

Mas, sim, ela tem sido muito útil. O plano agora é construir um pergolado que a cubra e colocar mas prateleiras com o cimentício de madeira de demolição ao lado para apoio. E um deck também. E cobri-lo com bambu. E fazer um espelho MARA de janela. E cortinas brancas esvoaçantes. E enquanto isso não acontece, a gente fica tomando banho peladão no NOSSO quintal!

Outro dia meu sobrinho lindo que mora em Phili se jogou na piscina neste frio! Recuperamos o danado e pusemos na banheira quentinha, brincando! ( não viu no nosso insta?! @deolhonacasa! Cola lá! E fiz uma página no FB tb!)

20140727-190901-68941175.jpg

20140727-191222-69142568.jpg

E você?! Quer entrar, tomar um banhão quentinho de banheira?! Tem sais de banho, fica à vontade, a casa é sua!

Anúncios

Um comentário sobre “A saga da banheira vitoriana continua

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s