A volta por cima do sofá-derrota e o tapeceiro mágico

o sofá - vitória

o sofá – vitória

Sim, é o mesmo sofá. A estrutura é a mesma, o assento e o encosto foram trocados. Porque não era só a cor, era o conjunto da obra que me irritava. Ser molenga, sujo… Tudo!

o sofá original, mas compramos a ocr mais infame que havia.

o sofá original, mas compramos a cor mais infame que havia.

Quando fizemos o projeto, até cogitei com as Buji girls’ comprar um sofá novo do Fernando Jaeger. Estava em promoção e sairia menos de 4 mil reais. Esbarrei em 2 poréns: 1) ter que ir pra São Paulo pra fazer isso ( e providenciar o transporte do sofá pra cá ou trazê-lo!); 2) o entulho que ia me gerar, pois, afinal de contas o que eu ia fazer com o sofá derrota?!

Pra quem não se lembra, taí o sofá-derrota!

Pra quem não se lembra, taí o sofá-derrota!

Por estas malandragens da vida, um dia a senhora que trabalhava aqui quebrou uma estatueta de madeira do meu quarto. Eu lembrei que a estatueta já tinha sido quebrada na mudança ( há 5 anos – a minha memória é realmente incrível, quem me conhece sabe) e restaurada por um cara muito bom. Era agosto de 2014 e estava no auge da reforma do quarto das meninas. Liguei na transportadora que fez nossa mudança e consegui o contato do restaurador. Chamei o rstaurador, que restaurou a peça e, no final, perguntei se ele conhecia um bom estofador. Porque eu estava mesmo desesperada com o sofá. E acredto que bons profissionais conhecem bons profissionais. Ele me deu o telefone e eu guardei o papelzinho. (Tã vendo como é importante guardar papeizinhos? :P)

Durante a reforma.. Fui à tapeçaria fazer um teste drive, pra ver o encosto e assento novos...

Durante a reforma.. Fui à tapeçaria fazer um teste drive, pra ver o encosto e assento novos…

Aí depois é aquilo que eu já contei no post do projeto da sala nova. Mais os tecidos que eu já tinha comprado ( sim, eu sou a louca dos composés e dos tecidos!). Mais escolher um monte de tecidos! Porque quando vi que o cara era realmente bom, resolvi reformar vários estofados daqui de casa.

Os tecidos comprados na internê. :)

Os tecidos comprados na internê. 🙂

Testanto misturas enlouquecidamente… A louca dos composés!

Testanto misturas enlouquecidamente… A louca dos composés!

escolhendo paleta e possibilidades...

escolhendo paleta e possibilidades…

Os tecidos finalistas e um desenho tosco de tudo que ia ser feito com qual estampa...

Os tecidos finalistas e um desenho tosco de tudo que ia ser feito com qual estampa…

detalhe do verde-água e do azul-petróleo em veludo.

detalhe do verde-água e do azul-petróleo em veludo.

E os resultados estão abaixo.

Ah, sim! O sofá derrota? Virou esta coisa lindona daí de baixo. O antigo assento virou este pufe que se estende no chão pra ver filmes ou apenas se jogar no chão; o encosto molenga do sofá antigo virou o enchimento do encosto azul petróleo das almofadas do divã.

<3

O antigo assento do sofá se assenta numa base de compensado com pés-palito dourados...

O antigo assento do sofá se assenta numa base de compensado com pés-palito dourados… É uma técnica chamada metalização. Sim, eu amo dourado e fiz questão deste acabamento reflexivo. Descobri um rapaz aqui em Campinas que faz este serviço.

<3

… que vira um colchonete pros dias de filme! <3

… que vira um colchonete pros dias de filme! ❤

A capa do sofá é dupla-face: embaixo está a estampa da poltrona-canhota. E as almofadas azul-petróleo foram cheias com o antigo encosto do sofá-derrota.

A capa do sofá é dupla-face: embaixo está a estampa da poltrona-canhota. E as almofadas azul-petróleo foram cheias com o antigo encosto do sofá-derrota.

E comò vi que a Tapeçaria Imperial seria a solução dos meus problemas, inventei este pufe mesinha com os pés-palito metalizados em dourado! Rá! Até agora é o único móvel realmente novo da sala e meu xodozinho muti-função! ❤

Pufes-mesinha, pra por os pés...

Pufes-mesinha, pra por os pés…

Pra gatinha andar...

Pra gatinha andar…

e fazer refeições na sala de cima! <3

e fazer refeições na sala de cima! ❤ Eles se transformam em mesas!!!

chá da tarde! <3 Estou a-pai-xo-na-da!!!

chá da tarde!

Mesinhas! <3

Mesinhas! ❤

A minha cadeira canhota ganhou um marido destro, de pés-palito também. E queria todo mundo ornando porque não sabemos se teremos tantos ambientes separados na casa nova.

Este foi meu primeiro móvel da vida, com meu primeiro sal[ario digno de corretora de redação do vestibular da Unicamp.

Este foi meu primeiro móvel da vida, com meu primeiro salário digno de corretora de redação do vestibular da Unicamp.

Ela era azul, j[a tinha sido reestofada, mas estava lastimável, pois já tem 16 anos.

Ela era azul, já tinha sido reestofada, mas estava lastimável, pois já tem 16 anos.

Poltrona canhota antes...

Poltrona canhota antes…

E depois! <3 Com os pés-palito coloridos!

E depois! ❤ Com os pés-palito coloridos e o marido destro.

Ele também fez as cadeiras do meu consultório, que em breve aparecem por aqui ( e que já apareceram no meu instagram… @deolhonacasa)!

São estas aí, anes de irem habitar minha sala…

São estas aí, antes de irem habitar minha sala de lá.

Valeu, Isac! Agora só faltam as cadeiras da sala de jantar que quero fazer antes de mudar! 😛 Pra quem quiser entrar em contato, o telefone da Tapeçaria Imperial é (19)32766160, com Isac. Este não é um post de publicidade, mas de agradecimento público!

Finalmente...

Finalmente…

Então #ficaadica: mudar tudo pode ser simplemente reestofar tudo! Muda a vida e a alma da casa!

Sem palavras… Em breve teremos o Depois da sala!

Sem palavras… Em breve teremos o Depois da sala!

Quem entrar, se jogar no nosso sofá?! Fique à vontade, ele é uma delícia! ❤

Vamos adesivar tudo?! E mais um pouco… FAQ + dicas

Um dos posts mais acessados aqui no blog é aquele em que adesivei a geladeira de galinha D’angola e mais uns móveis da Carol, minha amiga, lembra?!

Pois, então… Com o remake da sala de TV, lembrei que tinha este artifício pra mudar o rack de preto pra branco! Melhor que pintar, porque o bico do compressor não chega em toda a profundidade dos nichos. Fora que pra usar o compressor, eu teria que recorrer ao marido, que é pouquíssimo disposto aos meus arroubos decorativos.

Aí você vai me perguntar:

– de preto pra branco?! Cobre?!

O antes. Mentira. Eram 2 racks e este foi pra outro quarto! Rá!

O antes. Mentira. Eram 2 racks e este foi pra outro quarto! Rá!

Cobre. Se o seu adesivo vinílico for mais grosso, melhor. Usei um importado de 15 reais o metro ( por 60cm de largura);

Este é o que foi, de fato, adesivado. Um rack da Etna com duas gavetas. No final, acoplei os nichos que ficavam na parede porque achava a TV baixa aí em cima.

Este é o que foi, de fato, adesivado. Um rack da Etna com duas gavetas. No final, acoplei os nichos que ficavam na parede porque achava a TV baixa aí em cima.

Antes de tudo: retire gavetas, puxadores, partinhas retiráveis e limpe com pano úmido e com vontade.

Antes de tudo: retire gavetas, puxadores, partinhas retiráveis e limpe com pano úmido e com vontade.

– É rápido, fácil e barato?!

Já falei o preço, 15 reais o metro. Usei 10m pra estante mais o rack. Saiu 150 reais do branco, mais o adesivo chevron que comprei na decoratons. Ou seja, nem tão caro, nem tão barato.

Vá recortando as partes planejadamente. No final descobri que o melhor seria deixar o tampo pro final...

Vá recortando as partes planejadamente. No final descobri que o melhor seria deixar o tampo pro final…

Sobre ser fácil … Bem, é trabalhoso, mas você pega o jeito. Principalmente nestes móveis bastante retos, vai muito bem. Algumas partes, como o interior dos nichos, são piores, mas nada inexequível. E, pelo menos pra mim, não foi tão rápido, justamente por ser trabalhoso. Demorei um final-de-semana, mas o efeito foi libertador.

As dicas que dou são:

corte sempre um pouco maior que a medida da superfície, assim você não precisa colocar tão retinho, principalmente se o móvel for longo e depois você apara com o estilete;

o rack tá quase pronto… Faltam as gavetas, além do nicho e da estante.

o rack tá quase pronto… Faltam as gavetas, além do nicho e da estante.

Vamos lá, nichos e gavetas!

Vamos lá, nichos e gavetas!

-tenha alguma coisa pra alisar seu adesivo e não deixar bolhas; eu uso uma espátula de papel de parede; há as próprias para adesivo vinílico, mas vale também rodinho de pia, espátula de bolo… Desde que não seja cortante;

Considere também os cantos necessários antes de cortar!

Considere também os cantos necessários antes de cortar!

-nas bordas, é importante sobrepor um pouquinho o adesivo pra não descolar depois; o melhor é deixar a emenda para dentro ( por isso o tampo depois!);

Depois corte os detalhes, se detalhe houver ( no meu caso, havia puxador.)

Depois corte os detalhes, se detalhe houver ( no meu caso, havia puxador.)

faça primeiro o mais difícil ( o interior dos nichos e as emendas entre eles ~do rack~, no meu caso); o tampo é fácil e já dá aquele tcharans imediato;

planeje bem seu corte pra não desperdiçar adesivo, dá pra sobrar bem pouco, só umas tiras laterais se você não sair cortando tudo de qualquer jeito quanto pega o rolo;

Rack pronto, fundo do nicho em chevron já aplicado e as partes do nicho recortadas. Planeje seu corte.

Rack pronto, fundo do nicho em chevron já aplicado e as partes do nicho recortadas. Planeje seu corte.

-considere todas as superfícies a serem revestidas ( interior dos nichos, laterais do móvel, divisórias…) e compre 20% a mais; uma hora ou outra você vai acabar fazendo uma pequena estupidez e vai fazer de novo uma partinha;

tome o tempo que precisar, o móvel é pra você, pra sua família. Pode não ficar perfeito, mas fazer com carinho ameniza qualquer imperfeição.

-cogite se vale a pena desmontar o móvel em questão para adesivar. O rack e o nicho eu adesivei inteiros, apenas tirei as gavetas. Depois marido parafusou o nicho sobre o rack. Já a estante, como teve os pés cortados e substituídos, assim como o madeirite do fundo, decidimos desmontar, adesivar e montar de novo. Esta estante era bem velhinha, do nosso primeiro apartamente em 2003. Abrigava nossos discos de vinil.

Rack pronto e estante desmontada. Substituímos o fundo por um madeirite inteiriço e reforçamos a base com pinus. Adesivamos cada parte e montamos.

Rack pronto e estante desmontada. Substituímos o fundo por um madeirite inteiriço e reforçamos a base com pinus. Adesivamos cada parte e montamos.

Agora é partir pro abraço!

inspeção final… Já repararam que onde eu vou, esta gatinha vai cheirando atrás?!

inspeção final… Já repararam que onde eu vou, esta gatinha vai cheirando atrás?!

Tudo certo!

Tudo certo!

De preto pra branco e de marrão para branco! Yay!

De preto pra branco e de marrão para branco! Yay!

Agora já pode voltar as coisas tudo de Poços pro lugar! :P

Agora já pode voltar as coisas tudo de Poços pro lugar! 😛

E você, vai adesivar alguma coisa também?! Mostra pra gente, vai… ( deolhonacasa@email.com). A sala daqui é sempre sua!

O projeto da sala – uma Buji ajuda!

Eu já falei mais de uma vez que sou digitalmente inapta. Até por isso fico sem postar às vezes… De tanto que eu demoro pra achar uma foto e inseri-la no post, o assunto já foi, já passou, aquele item já tá até velho e desgastado.

Agora, depois de separar as meninas de quarto ( o da Penélope aqui e o da Cleópatra aqui), e sobretudo depois de assumir a completa falência da sala de TV, eu percebi que as coisas só dão certo se você faz o cômodo inteiro. Não dá pra deixar uma paredinha pra depois. Vai me irritar, vai juntar coisas em cima ou naquele canto, vai dar merda. Eu, pelo menos, decidi isso na minha cabeça: vamos fazer a sala É vamos fazer a sala toda! Tudo no seu lugar.

Só que, ao mesmo tempo que me dava preguiça, me dava desespero também, porque eu já tinha tido umas iniciativas na sala, como pregar o papel de parede, comprar o rack e não queria/podia/tinha dinheiro pra jogar tudo fora e começar do zero. Sim, eu ia precisar de ajuda especializada. Até porque eu queria um desenho de como a sala ia ficar pra não ficar tudo só na minha cabeça e, depois, detestável na realidade. Errar dá preguiça. E eu não sei desenhar no computador. Outro dia que aprendi a por acentos nas palavras…

Tendo todos estes poréns, pedi um orçamento pra uma super equipe que eu conhecia do Instagram e cujo nome é: Buji, decoração reuso. Enfim, meu número, tudo que eu precisava. Fiz orçamento, era acessível, a proposta delas e os projetos que eu conhecia eram beemmm mais clean que a minha sala entulhada e eu achei que ia dar super certo.

As meninas são a Ana e a Bárbara, uma é arquiteta a outra era literata, sei quem é quem, mas nunca soube qual das duas era o quê. Nem me fez falta esta informação. E olha que informação não me faltou.

O serviço que eu contratei foi o Buji Online. Há outras modalidades também, como o Super Buji ( que é presencial e o faz-tudo delas e elas executam o projeto) e o Café com post it , em que elas dão dicas expressas sobre como resolver estes dilemas que nos assolam presencialmente num café delícia na sua casa ( confira se estes serviços estão disponíveis caso você não seja de São Paulo capital).

Fiquei muito, muito, muito feliz e satisfeita com o que recebi! Realmente o Buji Online foi muito meu número e as meninas, enfim, me diagnosticaram como ninguém! Desenharam e me deram super dicas depois de entregue o projeto ( a consultoria continua por mais 2 meses para eventuais dúvidas na hora da execução). Recomendo muitíssimo!!!

A seguir, imagens do projeto da minhas Buji Girls’!!! Yay!

Rack branco e apenas 1, não 2.

Papel de parede de flor mantido! Ufa! Eu também gosto dele! Na parede atrás do sofá há estantes pras gatinhas subirem, eu que pedi que as gatas fossem incluídas!  ❤  Sofá cinza!  ❤

Pintar o aparador de maravilha! Ainda não fiz, pretendo! Os nichos também não preguei, troquei por uma estante. Preferi não furar tanto a sala já que vamos mudar…

O móvel Revoada da @avoqueria, que eu já tinha ❤ ! O tecido do divã foi o que eu comprei! ❤ Impressionante como elas manjam dos paranauês! ❤

Outra perspectiva. Deixei a plnta do outro lado. Já terminei praticamente a sala e não fiz tudo do jeitinho que estava desenhado… Mas o espírito da sala está aqui. E elas chamaram de Clean Composé. ❤

Eu tenho este tecido da luminária de chão!!! São uns pássaros óteemos! Ainda não fiz, mas haverá na casa nova! Assim como revestir este lustre de hoje na mesma estampa! ❤ A mesa de centro existe desde quando eu nasci!

Taí, gente, o final da minha angústia do post passado! Só de ter o projeto virtual já tranquiliza, sabia?! Obrigada, minhas queridas Buji Girls’ !!! ❤

E você, quer um Buji-projeto também?! Fica à vontade, só clicar!

O ANTES da nossa SALA de TV: 5 dicas do que não fazer

Eu sou uma pessoa chata. Chata, mesmo. E eu sei disso. Podia dizer que sou obstinada ou determinada, mas sou chata e insistente da idéia fixa. Aquelas que ficam na nossa cabeça como mosca de banana. Além disso, ainda sou desorganizada e desfocada.
Preguiça master em arrumar as coisas, a vida.
Sei que tudo flui melhor quando se é organizado. Sei que de tempos em tempos a gente tem que fazer uma revisão e separar o que não usa mais pra dar, destralhar.

Acompanho blogs de organização, da vida, da casa, do trabalho. Luto contra isso e tento implantar hábitos organizativos, mas não duram muito. Eu junto cacarecos, lembranças, papeizinhos… Coisas que um dia podem me servir pra alguma coisa ou que são apenas uma lembrança de um momento bom.

Junte-se à chatice e à quinquilhirice uma pitada de tudo-ao-mesmo-tempo-agora. Faço um monte de coisas: sou mãe, trabalho, estudo, quero pintar paredes, colocar porta onde não tinha, bordar ponto cruz, fazer capa de colchão, azulejos personalizados com uma obra de uma inglesa para a área do churrasco. O resultado às vezes é catastrófico, às vezes brilhante.

Mas por que este mimimi logo agora?!, você há-de me perguntar.
Se você me conhece ou meu blog há algum tempo, já deve ter percebido isto tudo que falei. Se não, é sempre bom sabermos com quem estamos lindando! Hahahaha! Calma, sou do tipo louca mansa.
Escrevi tudo isso porque se reflete na decoração da minha casa. E como este é um blog sobre isso, acabo fazendo muitos projetos e planos ao mesmo tempo, deixando alguns pelo caminho sem terminar. E às vezes enjôo antes do fim.

Nossa sala de TV, por exemplo. Não aguento mais olhar pra ela. Entro e passo reto. Tentei achar os 5 erros que cometi aqui. E acho que, na verdade, são bem comuns nos amadores de decoração, como eu. Confere aí, às vezes pode te ajudar:
1) falta de planejamento ou ‘cadê o pinterest que estava aqui?’

Carece explicação?!

Nem é intecional, né, gente! Não é todo mundo que pode contratar um profissional da área E refazer os cômodos, nem que seja 1 por ano… Aí acontece que você vai comprando um sofá de uma cor, um rack na promoção de janeiro, póe um cacareco de Poços de Caldas em cima e quando vê… Cadê aquelas referências lindas que você foi buscar no Pinterest?! Parece alguma coisa com a sua sala?! Pois é, nem a minha.

cadê o pinterest que estava aqui?

cadê o pinterest que estava aqui?

2) Insistir no erro ( escolha bem seu ponto de partida!)

Se você tem um móvel-derrota, não será ele seu ponto de partida para a decoração.
Nosso sofá foi fruto de um piti. Tive um parto super complicado da Cleópatra, destes de quase morrer, mesmo, cheguei em casa e dei um piti porque não tinha um sofá. Disse ao marido que não voltasse sem um sofá. Que se virasse. Ele pôs alguns critérios na cabeça dele: que fosse imenso; de couro; com almofadas do assento e do encosto soltas e me voltou com esta estrela aí. A cor provavelmente foi inspirada no nosso momento RN, misto de cocô com vômito. E sofá é coisa cara, né, gente! Pra trocar vai uma vida…

O sofá derrota. E vejam bem, minha filha tem quase 10 anos!!!

O sofá derrota. E vejam bem, minha filha tem quase 10 anos!!!

Aí, bem.. Já que eu ia ficar com esta maravilha, comecei a pensar na sala com tudo combinandinho com o sofá… Vai vendo!

3) Paleta existe, é importante e você deve gostar das cores!

Verde-musgo? Amarelo? Vermelho queimado? Precisa explicar mais?!

Composé do papel de parede ornando?!
Ainda mais se o composé em questão orna com o móvel derrota que foi seu infeliz ponto de partida!

paleta - é importante gostar dela.

paleta – é importante gostar dela.

Então, né.. Não gosta da cor?! Por que, então, vai por na sua sala, que você olha todo dia?! Néammm?! E como vai por num papel de listras ocre-verde musgo-vermelho queimado um monte de desenho colorido das suas pragas?!

Tem hora que nem santo salva!

Tem hora que nem santo salva!


4) Mudar de estilo no meio ( ou ‘não saber para onde está indo’)

Existe?! Sério mesmo qe alguém neste mundo acredita que jornalismo é imparcial, que tanto faz em quem você vota, que comprar uma coisa neutra é atemporal?! Vou de preto porque é atemporal, é basiquinho! E?! Eu sou basiquinha?! Gente, e náo tenho um sapato preto! Mas tudo bem…

Voltando pra decoração: todas os estilos são datados. Não ter estilo e parecer com uma loja de decoração também é datado ( E parece estar com os dias contados); usar pallets é datado e o faça-você-mesmo também o é. Enfim. A pessoa está fazendo uma sala de vó, com papel de parede ornando e tudo (#mejulguem #mecondenem) e põe um rack super modernoso. Então…

um lado - ou o reflexo de uma tragédia

um lado – ou o reflexo de uma tragédia

se você já errou nos móveis e na paleta, mudar também o estilo não te absolverá

o outro lado

o outro lado

5)Não admitir o fracasso ( ou ‘a preguiça de começar tudo de novo)

agora que você conseguiu ornar o que não tinha como, parabéns! fez uma em decoração cagadas, não um decoração em camadas…

salaTVgeral5

Sério, agora… Eu entro aqui e penso que da próxima vez que eu for operar em Mococa a Candice Olson ou a Bel Lobo bem que poderiam me fazer aquela revelação! Eu choro e com vontade… De felicidade!

sala de TV

Faça-você-mesmo?! Mas eu já pus o papel de parede derrota! Agora vou ter que arrancar?!?!

Tô meio desesperada, amigues! Ou vou pintar a sala toda de branco, ou contratar alguém pra fazer um projeto decente ou OS DOIS!

E você, quer entrar?! Fica à vontade… Apague a luz quando sair!