A casa – 1a geração

Tem dias que não vai… Não anda, não flui, as pessoas não enxergam, as cirurgias, sei lá… Tem dias que são sei lá. A gente acorda, manda as meninas pra escola, se arruma, trabalha… E pensa que tudo que queria ter feito era nada disso! Apenas ter ficado em casa e ter arrumado um armário, ter batido um bolinho…
O fato é que a cada 10 anos me vem uma crise destas! Será que um dia a gente descobre a missão da gente aqui na terra??

Esperamos que sim, né!!! Pra todo mundo!!! 🙂

Crises à parte, hoje vou mostrar mais uma casa daquela família que mostrei no começo do ano, os avós alemães da minha amiga querida, Stephanie! O Opi e a Omi, que mostrei aqui, no começo do ano! Quando eu crescer, quero ser como eles! Não digo alemães, mas cúmplices e parceiros, um amor pra vida inteira!

Esta casa, sim, é um lar. Plantas simples e que demoraram pra crescer, bem cuidadas até hoje. A casa parece ter sido construída no final da década de 60 ou começo de 70. Tem cheiro de lar e dá vontade de perder a hora e ficar pra dormir! Hahahaha! Já falei outras vezes sobre decoração ser datada… Tudo tem data, não é mesmo? E as marcas do tempo tem sua importância, também na decoração. Particularmente acho uma falácia quando ouço alguém dizer que tal peça ou tal cômodo é atemporal. Como assim?! Traduzo por impessoal. Que é o contrário desta casa. Impessoal e atemporal não cabem no conceito de lar. Muito menos nesta casa!

Vamos ver?

 

Começando por fora... A piscina!

Começando por fora… A piscina! E a Pè…

 

Fomos lá no sítio no fim-do-ano, dia 30/12. A galera estava acampada nas duas pelas festividades do Revéillon. O churras rolava na Casinha, que já mostrei aqui. Logicamente as meninas não resistiram e… Tchbum!!!´´´

 

A piscina tem  barraspra eles fazerem hidroginástica e um tamanho bem generoso.

A piscina e a Cleo.

 

A piscina tem um tamanho bem generoso. Vè-se ao fundo a casa em que eles moraram a vida inteira.

A piscina tem um tamanho bem generoso. Vè-se ao fundo a casa em que eles moraram a vida inteira.

 

A casinha e o churras.

A casinha e o churras.

 

O jardim, pra mim, é um encantamento. A Omi que plantou tudo. Embaixo daquele coqueiro à direita tem uma wanda (que é uma orquídea rara/cara/difícil de cuidar, que está ali há anos e já formou uma touceira.

 

a wanda

a wanda

 

E cada cantinho do jardim tem um banco bom de sentar e olhar, só olhar…

 

o banco e a orquídea pendurada na árvore. Típico de vó #amomuitojardimdevó

o banco e a orquídea pendurada na árvore. Típico de vó #amomuitojardimdevó

 

anjo que fica olhando a casa #deolhonacasa

anjo que fica olhando a casa #deolhonacasa

 

o caminho até a casa.

o caminho até a casa.

 

caminho com maciços de plantas de meia-sombra. Anos e anos aí...

caminho com maciços de plantas de meia-sombra. Anos e anos aí…

 

demais, né ;)

demais, né 😉

 

jasmim manga, o meu predileto! Várias cores...

jasmim manga, o meu predileto! Várias cores…

 

Caminhos de samambaia eu quase choro! Também vou ter quando eu tiver cabelo roxo...

Caminhos de samambaia eu quase choro! Também vou ter quando eu tiver cabelo roxo…

 

E aí a gente chega na varanda…

fala verdade... Quanto tempo você ficaria aí?

fala verdade… Quanto tempo você ficaria aí?

 

o macaco pendurado, o chifre de veado enorme e a renda portuguesa!

o macaco pendurado, o chifre de veado enorme e a renda portuguesa!

atenção para o carrinho...

 

e para a coruja com os regadores

e para a coruja com os regadores

 

o outro lado da varanda. Mais plantas lindas de Omi!

o outro lado da varanda. Mais plantas lindas de Omi!

 

olha o tamanho desta suculenta dedo-de-moça! muito tempo, muito amor!

olha o tamanho desta suculenta dedo-de-moça! muito tempo, muito amor! E o Manacá ao fundo… Tò criando um… Umdia chego lá, Omi!

 

Então vamos entrar? A casa é enorme e estava enfeitada para o Natal. Quer mais amor que isso?! Fotografei só a sala da entrada e a de jantar. E uma das camas. É que foi ficando noite e era dia de festa…

 

adoro o lustre e a lareira. Não poria carpete, mas faz muito sentido nesta casa...

adoro o lustre e a lareira. Não poria carpete, mas faz muito sentido nesta casa…

 

lado esquerdo da sala da lareira. Pura convivência.

lado esquerdo da sala da lareira. Pura convivência.

 

E o lado direito também!

E o lado direito também!

 

Muitos assentos! E a mesinha de bistrô ao invés de uma mesa de centro no outro canto?! #adoro! E a decoração da Omi pra Natal?! Na casa inteira, carinhosa, minuciosa…

Sala de jantar. Quer mais integração que uma mesa redonda enorme? E o louceiro que ocupa toda a parede?

Sala de jantar. Quer mais integração que uma mesa redonda enorme? E o louceiro que ocupa toda a parede?

 

sala de jantar em tons de azul-marinho

sala de jantar em tons de azul-marinho. e este tapete?!

 

adoro figuras de casal na cabeceira...

adoro figuras de casal na cabeceira…

 

E lá fora ainda tem uma área de convivência, com balcão, churrasqueira, mesas enormes e rústicas e muito enfeite…

Anoiteceu. O balcão.

Anoiteceu. O balcão.

 

balcão. Detalhes da cerâmica

balcão. Detalhes da cerâmica

 

outro lado deste espaço

outro lado deste espaço

 

adega

adega

 

detalhe da cerâmica da adega.

detalhe da cerâmica da adega.

 

Lá fora ainda tem um viveiro lindo de plantas, pomar… Lá dentro ainda tem uma cozinha muito linda, outros quartos… Mas ficou tarde, mesmo! É hora de recolher as crianças e voltar pra casa! Lindo dia, ótima companhia!

 

Varanda à noite

Varanda à noite

Quer entrar?! Fique à vontade… A casa não é minha, mas a Omi adora visitas!

 

Quer mostar seu lar aqui? Manda email pra gente! deolhonacasa@email.com

O melhor de todos antes & depois

Este é o primeiro post deste ano. Por isso guardei o melhor pra vocês. A gente sempre fala sobre ter um lar… estes dois aí construíram um. E uma família linda de viver.

Eles vieram pro Brasil na década de 40, fugindo da Segunda Guerra. São alemães, avós de uma grandissíssima amiga. A gente chama carinhosamente de Opi e Oma ( que significa vovô e vovó em alemão). E aqui construíram seu ninho, ccriaram seus filhos, nasceram seus netos.

lua-de-mel

lua-de-mel

DSC_0515

Tiraram a primeira foto quando se casaram, na lua-de-mel. E 50 anos depois voltaram pra mesma praia, na Alemanha, fizeram a mesma foto.

Eles nunca comemoraram o Ano Novo. Pra eles, todo dia é de viver.

Que assim seja pra nós também! Este ano e os próximos 50.

Diana.

O muro e o jardim

Era uma vez um muro cinza e sem graça e um monte de terra e algumas mudas sem plantar.

Esta foto é a única do morro de terra que sobrou lá em cima na rampa e da pavorosa cerquinha de pinus. Será nosso antes.

Então começamos a plantar os temperos em vasos de cerâmica.


O vaso maior no fundo abriga a jabuticabeira e o menor, a pitangueira.
A esta altura, a amoreira, o manjericão e a palmeira fênix ou piramidal já tinham morrido!

E começou a reforma! Muretinha nova, que dá pra sentar, rasgar a calçada e o muro desde o relógio hidráulico até o chuveirão lá… embaixo!!! Trazer água quente do aquecedor solar pro cantinho que vou mostrar depois… Concreta, reboca, pinta, reveste os pilares do muro, enfim, toda aquela parte chata que quem já reformou conhece bem! ( e sempre atrasa, por melhor que seja sua equipe! – a minha, por sinal, é ótima!)

E o resultado final foi este:

20131226-205511.jpg

20131226-205536.jpg

20131226-205703.jpg

Beeeeem melhor, né?!

Vamos as detalhes:
1) pintei o muro do fundo de laranja sobre textura grafiato ( já falei que adoro cor, né?!). Cores fortes são mais caras e tem que comprar marca boa pra dar certo e não desbotar de cara! Esta é o Obstinate orange da Metalatex ( Sherwin Willians, custou cerca de 350 reais. A mesma cor da Coral custava quase 100 reais a mais;

Nos pilares do muro usei piso cimentício que reproduz madeira de demolição, amei!!! Este é da marca Decorato e adorei tudo nele! Custou 100 reais o m2, o vendedor me entregou em 2 dias, já pintado! E ainda me deu um pouco da mistura de catalisador que pinta as placas na fábrica pra passar no rejunte (o que eu ainda não fiz!).
Os pisos dele são estes aqui:


Super recomendo!!! ( Se alguém quiser o contato, manifeste-se nos comentários!)

Fiz também uma jardineira com o cimentício em volta dos canteiros pra não ficar indo terra pra piscina. Ah… As ravenalas, patas de elefante, moréias, coqueiro anão… Tudo plantado no jardim tropical!!! ( embora ainda piticos!)

O piso referência em Cimentício é o Castelatto, custa cerca de 260 reais o m2 e não vem pintado. Cada lata deste aditivo + catalisador custa 60 reais e demora 30 dias úteis (!!!) pra entregar, porque não há estoque, são produzidos conforme as vendas!!!

Parede lateral: é textura, acreditem!!!
Ela é linda quando bate a luz do sol, tem cristais de quartzo que dão um brilhinho lindo que não sai nas fotos!!! É da Suvinil, Toque de Brilho, amei!!! É cara, mas rende muito! Comprei 8 latas e usei 7…

As arandelas, comprei no Mercado Livre, de um moço na Bahia, são estas aqui:


E o site dele é este! Também super recomendo! Vieram da Bahia bem rápido, embalado, etc. Ele ainda fez uma cobertura acrílica, tipo uma tampinha, que fica sobre a arandela protegendo a lâmpada, já que fica exposta ao tempo.

Optei por fazer a hortinha envolta da mureta pra ficar mais fácil de plantar e colher, não precisa ficar agachando! E do lado de fora da muretinha fiz questão de plantar um caminho de lavanda:

20131226-212200.jpg
Que ainda estão piticas, mas vão ficar lindas!
Que mais?!

A grama é esmeralda, já pegou, tá bem verdinha! E é comprada em tapetes, pouco mais de 3 reais o m2. Comprei 28m2 por 109 reais. É ótima de pisar!!!

No pé do muro vou plantar umas erica japonicas que já estão aqui, à direita na foto!
E também umas mudas de cranberry cujas sementes já comprei!!! Só não comecei a plantar porque neste calor, ninguém merece interromper a dormência das coitadas!!!

Ainda não pus nada na horta também… Tô pensando em alface, erva-doce (comemos como salada, é bem refrescante!), beterraba, cenoura, tomatinho, rúcula… Mas só no final de janeiro, quando eu tirar uns dias de férias…
Sei que não me aguento de felicidade! Todo fim de tarde vou regar meu quintal! Todo mundo de brotinhos novos!!!

A jabuticabeira, a pitangueira, as suculentas… Até o jacarandá que plantei há 10 dias já tá cheio de brotos!!! Olho todo dia, adoro ver as folhas enroladas, sabe?! Abrindo pra vida!!!

20131226-213113.jpg

20131226-213138.jpg

20131226-213151.jpg

20131226-213239.jpg

20131226-213312.jpg
Aí em cima é a grama recém-plantada!

E à noite… Que delícia!!! Só me falta mesmo um banco, como falei no “estou de olho em”…
Bem, acho que vou lá fora dar uma volta… Quer vir?!
Fique à vontade, a casa é sua!!!

20131226-213555.jpg

20131226-213611.jpg

20131226-213622.jpg
Detalhe da Maria Joaquina dando boa noite em primeiríssimo plano!

Todos os jardins e um pra chamar de meu

Antes de mostrar o finalmente dos jardins, vamos passear pelos tipos clássicos de jardim. São eles, basicamente: francês, inglês e italiano.
O francês é mais antigo e mais organizado. Tem suas origens no século XVII e pode ser bem exemplificado pelo Palais de Versailles, na França. Usa os princípios de simetria, geometria e grandiosidade. São comuns flores como rosas e topiarias com buxinhos, viburnos e murta.
Já o inglês, tem menos intervenções, mais grama verde esmeralda, árvores frondosas, flores como hortênsias, agapantos, glicínias.
Mais detalhes sobre estas diferenças aqui e aqui

Os jardins italianos tem árvores frutíferas e espécies mediterrâneas, fontes, lavandas…

Então os jardim foram evoluindo, conquistando espaços menores e mais versáteis… Há classificações mais abrangentes e atuais, que incluem: jardim clássico ou formal, jardim mediterrâneo, jardim rochoso, jardim de vasos, jardim infantil, horta e pomar, jardim oriental, jardim zen, jardim vertical… Muitos! Tudo bem explicadinho aqui

Eu particularmente acho que jardins pequenos é uma classificação bastante abrangente ( com o perdão da contradição), já que moramos em locais cada vez menores e que todo mundo quer ter um pedacinho de verde pra chamar de seu, nem que seja uma muda de manjericão. Jardins pequenos são trabalhosos também… Geralmente você não chama uma paisagista e se aventura pela técnica do acerto X erro, ou seja, põe plantas que exigem luminosidade de 10 horas em meia-sombra, rega demais o que precisa de pouca água e vice-versa (acredite, já fiz isso e muito mais…). Enfim, consulte as características antes de adquirir uma nova plantinha!
Confira aqui dicas bacanas para pequenos jardins

20131225-125749.jpg

20131225-125802.jpg

20131225-125903.jpg

20131225-125912.jpg

20131225-132912.jpg
Nas duas primeiras fotos há exemplos de jardins de casa, dos nossos!… Acho o primeiro mais tropical e o segundo mais italiano. As duas próximas são dos jardins do Palais de Versailles e a última exemplifica um jardim inglês.
Não vou fazer outro post pra mostrar meu jardim, embora até sinta um pouco de vergonha pareá-lo com tantas imagens espetaculares, ainda mais se tiverem seguido os links que fui semeando por aí…
Como já tinha dito, escolhi classificá-lo como: jardim de vó, praça, zen, tropical e pomar/horta. Vou explicar brevemente cada um deles e depois coloco as fotos, ok?
O jardim de vó é igual ao da sua. Fica na garagem, inclui espécies de meia-sombra como: samambaias, flor de maio, árvore da felicidade, comigo-ninguém-pode (embora este eu não tenha por ser tóxico a crianças e animais), zamioculcas, lírio-da-paz, antúrio, etc. Ainda não fotografei o meu, sorry!
A praça, bem, a praça é bem simbólica, com um jacarandá mimoso, um banco e um jasmim na grade. É um lugar pra sentar, ler…

20131225-135820.jpg
O jardim zen tem pedriscos e duas das minhas espécies prediletas de sol: a strelitza (já é um encanto pelo nome, né?), que dá uma flor laranja que parece um origami com um beija-flor lilás em cima!!!; e o jasmim-manga, que parece ser nativo das florestas tropicais asiáticas ( isto é só uma impressão, não uma assertiva!) somados a rosas-de-pedra. Dicas de várias espécies, origem, solo, luminosidade, …, você encontra neste jardim

20131225-140334.jpg
Falamos bastante hoje, né?!
Acho que vou deixar o tropical e o pomar/horta pra quando falarmos do muro, numa próxima oportunidade…
Gostou dos meus jardins?!
Pode entrar, a casa é sua!

Chegamos ao jardim…

Ufa! Este blog me deu ânimo novo, mesmo… Agora que já mergulhamos, que tal um repouso no jardim?!
Sempre adorei plantas! Mesmo quando morava no apartamento! E olha que ele era escuro… Um dia, após dar à luz minha segunda menina, pensei: eu tenho crianças, já publiquei livro, preciso plantar uma árvore! E voltei do Ceasa com 2 vasos de concreto armado, 150 kg de terra, uma jabuticabeira e um jacarandá mimoso. São aquelas árvores enormes das ruas que parecem flamboyant, mas dão florezinhas roxas, bem no meu aniversário… Saiu uma matéria na casa Cláudia deste mês.confira aqui
E assim começou meu jardim, há 7 anos! De lá pra cá, matei muitas plantas ( antes plantas que gente…), algumas por regar demais, outras por regar de menos… E três anos depois fomos pra uma casa, alugada, mas casa! Ficava em frente a uma praça linda e com macaquinhos!
E vieram junto a jabuticabeira, o jacarandá, que se somaram a uma pitangueira e uma amoreira, todos em vasos.
A casa tinha umas floreiras na parte de trás, onde plantei hortinha.
Pintei as paredes, uma de destaque em cada quarto, comecei a “decorar”… Achava que isto fazia da minha casa um lar. E, de fato, acho mesmo que este seja um dos critérios que transformam a casa em lar! Afinal, o que é um lar senão uma casa com alma?!
Trazer nossos objetos, nossa memória, nosso jardim… Isto torna uma casa um lar!
Mas, enfim, esboçava um lar, mas não tinha minha terra pra plantar, meu cantinho… E voltou o comichão! Precisávamos da NOSSA casa!!! O dono desta em que estávamos não queria vender, então eu procurei, negociei, financiei… Compramos esta aqui! Do nosso tamanho, pegamos as chaves e mudamos, concordei com o marido que não precisava reforma, era só entrar e morar!
E teríamos um jardim, finalmente!
Só que não. Teve a saga toda da piscina, isso sem falar nos cômodos de dentro! Olhava todos os dias os meus vasos, planejava cada cantinho…
Defini, então, meu paisagismo. O projeto era composto de 5 tipos de jardim: de vó ( na garagem); de praça ( com o jacarandá e o jasmim); tropical ( à beira da piscina); jardim zen e pomar/horta.
Pesquisei, olhei por aí… Eis uns jardins bem convidativos.

20131223-231653.jpg20131223-231725.jpg20131223-231808.jpg

20131223-231932.jpg

20131223-231955.jpg
Aiai… Um mais lindo que o outro, né?! Rede, espreguiçadeira, jardim, mesinha…
Ainda não tenho nenhum destes móveis! Mas decidi que eu tinha que reformar o muro! Precisava de uma torneira de jardim, um chuveirão, um muro decente pra plantar minhas ravenalas! ( claro que eu já tinha ido ao Ceasa e já tinha todas as mudas!)
E assim começou a obra do muro!
Que vai ficar pra um próximo post, mas imagina que cor ele é?!
Não sabe?!
Pode entrar, a casa é sua!

Bem-vindo

Este é o primeiro post deste blog… Logo agora no fim-do-ano! Este blog surgiu de uma inquietação minha que sempre quis ter um lar pra chamar de meu. Claro que primeiro fiz uma família pra colocar dentro desta casa e tudo isso junto e bagunçado vira um lar. Parece ser o começo, mas estou neste endereço há 3 anos no mês passado, casada há 10 anos e com duas meninas adoráveis que nasceram deste casamento ( elas merecerão um post – ou vários!!- à parte), uma gata, um peixe e agora um jardim!!!

Nossa família se encontra cedinho todos os dias pro café-da-manhã, embora nem sempre nos comportemos como família-margarina. Às vezes também saio muito mais cedo que os outros e já houve várias oportunidades em que dormi fora, trabalhando. Mas não faço mais isso, não há $ que pague estes momentos sonados, o mau-humor de cada um, o cheiro de café com leite e pão na chapa, as meninas se arrumando… Enfim, é um lar!

E nesta bagunça toda vou fazendo o que dá pra deixar nossa casa mais com cara de nossa! Na verdade, com a minha… Quando peço pro marido escolher alguma coisa, ouço sempre um “tanto faz” ou “escolhe você”.  Não que ele não se importe verdadeiramente, mas acho que é porque, no fundo, ele sabe que vai ficar bom e também tem consciência de que se decidi fazer, vai ser feito e ponto!

Vamos ao que interessa por aqui, que é mostrar a casa pra você (ou pra mim mesma por enquanto). Nosso jardim é em L ao redor da casa e quando chegamos estava assim, digo, eu já tinha arrancado os pingos d´ouro que margeavam o muro e as grades do canil.

vista do portão lateral

vista do portão lateral


a grama no L

a grama no L


a outra parte do L vista do meu quarto

a outra parte do L vista do meu quarto


o maldito canil no fundo

o maldito canil no fundo

Sei que me dava um desgosto só… esse varalzim no corredor, suporte de varal até o outro muro….

O melhor que eu tinha a fazer era uma piscina! Estava mesmo decidida… E parti em busca de orçamentos, prazos… Gosto de tudo assinadinho, preto no branco! Sabia só que não poderia usar 3 metros do muro pra casa no fundo, porque ali passava uma viela pluvial, justamente onde eu queria a piscina, já que o resto era em declive!

fazer o quê, né?! Fosse como fosse, eu teria uma raia, então! E assim a planejei, comprida, fina, com uma prainha no final. As obras começaram e, pra minha surpresa, eu teria que pagar àlguém cerca de 90 reais  pra tirar a terra – que já era minha! – e vendê-la… Que revolta que me deu… Tirei uns 6 caminhões da minha terra, mas eu não podia mais com aquilo, era o meu terreno!, minha casinha indo embora caminhão após caminhão…

a obra com a terra à esquerda

a obra com a terra à esquerda

Enfim a piscina ficou pronta!!! Que deleite, que alegria!!! Era 5 de dezembro do ano passado e raiamos o verão todo!!!

enchendo!

enchendo!

24.10.13 695

nossa piscina pronta, já com o piso envolta assentado! Escolhi caco de pedra São Tomé branco

nossa piscina pronta, já com o piso em volta assentado! Escolhi caco de pedra São Tomé branco


A piscina é tão grande que não cabe numa foto só... tem 12,5X2,2m

A piscina é tão grande que não cabe numa foto só… tem 12,5X2,2m

Mas a terra era minha… que acumulassem no declive, eu resolveria depois… Reparem também que não deu pra fazer o muro! Até me empolguei, fui ao Ceasa, comprei umas mudas de palmeira fênix, ravenala, pata de elefante… Deixei um espaço no muro pra plantá-las, mas nada de $!

E a terra?! Pedi pro instalador de pisos fazer uma muretinha com umas ripas de pinus que comprei, e ficou por isso mesmo!!!

Por hoje, é só… Se quiser dar um mergulho… Entre, a casa é sua!

Diana