Todos os jardins e um pra chamar de meu

Antes de mostrar o finalmente dos jardins, vamos passear pelos tipos clássicos de jardim. São eles, basicamente: francês, inglês e italiano.
O francês é mais antigo e mais organizado. Tem suas origens no século XVII e pode ser bem exemplificado pelo Palais de Versailles, na França. Usa os princípios de simetria, geometria e grandiosidade. São comuns flores como rosas e topiarias com buxinhos, viburnos e murta.
Já o inglês, tem menos intervenções, mais grama verde esmeralda, árvores frondosas, flores como hortênsias, agapantos, glicínias.
Mais detalhes sobre estas diferenças aqui e aqui

Os jardins italianos tem árvores frutíferas e espécies mediterrâneas, fontes, lavandas…

Então os jardim foram evoluindo, conquistando espaços menores e mais versáteis… Há classificações mais abrangentes e atuais, que incluem: jardim clássico ou formal, jardim mediterrâneo, jardim rochoso, jardim de vasos, jardim infantil, horta e pomar, jardim oriental, jardim zen, jardim vertical… Muitos! Tudo bem explicadinho aqui

Eu particularmente acho que jardins pequenos é uma classificação bastante abrangente ( com o perdão da contradição), já que moramos em locais cada vez menores e que todo mundo quer ter um pedacinho de verde pra chamar de seu, nem que seja uma muda de manjericão. Jardins pequenos são trabalhosos também… Geralmente você não chama uma paisagista e se aventura pela técnica do acerto X erro, ou seja, põe plantas que exigem luminosidade de 10 horas em meia-sombra, rega demais o que precisa de pouca água e vice-versa (acredite, já fiz isso e muito mais…). Enfim, consulte as características antes de adquirir uma nova plantinha!
Confira aqui dicas bacanas para pequenos jardins

20131225-125749.jpg

20131225-125802.jpg

20131225-125903.jpg

20131225-125912.jpg

20131225-132912.jpg
Nas duas primeiras fotos há exemplos de jardins de casa, dos nossos!… Acho o primeiro mais tropical e o segundo mais italiano. As duas próximas são dos jardins do Palais de Versailles e a última exemplifica um jardim inglês.
Não vou fazer outro post pra mostrar meu jardim, embora até sinta um pouco de vergonha pareá-lo com tantas imagens espetaculares, ainda mais se tiverem seguido os links que fui semeando por aí…
Como já tinha dito, escolhi classificá-lo como: jardim de vó, praça, zen, tropical e pomar/horta. Vou explicar brevemente cada um deles e depois coloco as fotos, ok?
O jardim de vó é igual ao da sua. Fica na garagem, inclui espécies de meia-sombra como: samambaias, flor de maio, árvore da felicidade, comigo-ninguém-pode (embora este eu não tenha por ser tóxico a crianças e animais), zamioculcas, lírio-da-paz, antúrio, etc. Ainda não fotografei o meu, sorry!
A praça, bem, a praça é bem simbólica, com um jacarandá mimoso, um banco e um jasmim na grade. É um lugar pra sentar, ler…

20131225-135820.jpg
O jardim zen tem pedriscos e duas das minhas espécies prediletas de sol: a strelitza (já é um encanto pelo nome, né?), que dá uma flor laranja que parece um origami com um beija-flor lilás em cima!!!; e o jasmim-manga, que parece ser nativo das florestas tropicais asiáticas ( isto é só uma impressão, não uma assertiva!) somados a rosas-de-pedra. Dicas de várias espécies, origem, solo, luminosidade, …, você encontra neste jardim

20131225-140334.jpg
Falamos bastante hoje, né?!
Acho que vou deixar o tropical e o pomar/horta pra quando falarmos do muro, numa próxima oportunidade…
Gostou dos meus jardins?!
Pode entrar, a casa é sua!

Anúncios